Doesn't matter why..

"Se sabes explicar o que sentes, não amas, porque o amor foge de todas as explicações possíveis" - Carlos Drummond de Andrade

É estranho. Estranho como algo tão bom de se viver e de se sentir não tem explicação possivel. É estranho quando nos perguntam: "De quem gostas?", normalmente a reposta é simples, mas quando perguntam "Porquê?", não sabemos a razão. Não sabemos a razão para sentir aquilo. Para gostarmos de alguém. Não conseguimos explicar como aconteceu. Porque aconteceu. Os motivos. Mas mesmo assim, sentimos-nos satisfeitos com a falta de resposta. Quando se está apaixonado recorremos ao uso excessivo de pleonasmos, tentamos sempre dizer o que sentimos, mas no fim chegamos sempre é a dizer sempre a mesma coisa por outras palavras, porque simplesmente não conseguimos dizer o que sentimos. E sempre que temos de falar mais seriamente, não conseguimos ser frios, e usamos os mais variados eufemismos para contar algo, para não magoarmos a outra parte. Nem tudo na vida tem um porquê, e temos de nos sentir felizes por estarmos onde estamos.

Amar. Sentir ciúmes. Amar. Sentir medo. Amar. Sentir raiva.

Eu mesma? Eu sempre gostei de acreditar em cada relação que "desta vez é um sempre". Sempre gostei de acreditar que não iria acabar. Sofri com isso. Mais do que devia, por quem não merecia. Se devia ter mudado? Talvez. A verdade é que não. Continuo assim, a pensar assim. Porque há-de chegar o dia em que o "sempre" será real, de que nos vale pensar que pode acabar a qualquer momento quando podemos pensar que é eterno? Vivo um pouco num conto de fadas, numa história de encantar. Num mundo só meu. Num mundo à parte que pouca gente percebe. Posso até um dia me vir a perceber que estava errada, e que vivi num mundo que não existe, mas até lá vou continuar a viver assim, porque sou feliz assim (:

"Não fiques triste porque acabou. Fica feliz porque aconteceu $:"

Amar, com toda a minha força. Tu foste uma entrega total. A melhor coisa que me aconteceu.

AMO-TE @

the girl who waited ♥

2 comentários:

David Ac!d disse...

opah obrigado, tipo, de ti, isso é alto elogio :')
acho comico, ainda no outro dia me perguntaram o porquê de gostar de quem gosto e eu nem soube responder... parece que os motivos se perdem um bocado a partir do momento em que realmente gostamos de outra pessoa ^___^
este texto acertou, mesmo em cheio!! *.*

- biskiLIMA™ disse...

Obrigado eu (:
Perguntaram-me de quem gostas? E respondi assim em segundos. Depois disseram: "Porque?" e nem eu mesma sabia, e sentia-me bem com isso *.* com a complexidade deste sentimento (:
mais uma vez obrigado (: